Encontros sobre as Constituições

Encontros sobre as Constituições

Carmelitas teresianos de sete províncias da India reuniram-se na Casa de Oração do Carmelo em Kothagiri, Tamil Nadu, convocados pelo P. Johannes Gorantla, Definidor Geral, para reflectir acerca das nossas Constituições, dentro do processo de releitura das mesmas iniciado em toda a Ordem depois do Capítulo Geral de Ávila em 2015.

Cada Capítulo das Constituições foi estudado pela assembleia do modo seguinte: primeiro realizaba-se a leitura dos textos estudando-os em comum; depois havis duas conferências a cargo de expertos em cada uma das matérias; pela tarde realizavam-se diálogos em comum a partir das perguntas preparadas pelos  portavozes e realizavam-se propostas concretas. Em cada jornada celebrava-se a missa e a oração litúrgica como base de animação espiritual do encontro.

O programa completo e uma ampla crónica do mesmo pode encontrar-se, em inglês, neste link:

https://drive.google.com/open?id=0BwJEzzuh4mb7QXczWnBDbUF3VjA

Por sua parte, a já tradicional semana de formação permanente da província de Alemanha na nossa casa de Espiritualidade em Birkenwerder, na semana depois de Pentecostes desenvolveu dois temas principais: o trabalho com as Constituições segundo a indicação do Capítulo Geral e uma reflexão sobre Martinho Lutero por ocasião do 5° Centenário do início da Reforma protestante (31 de outubro de 1517).

O padre provincial introduziu a temática com uma conferência sobre a finalidade e a importância das Constituições; duas Irmãs do Carmelo de Berlim apresentaram as Constituições das Carmelitas Descalças de 1991, enquanto o delegado provincial para a OCDS falou sobre o fatigoso processo da origem e a génese  das Constituições das OCDS. No  diálogo comum deu-se um interessante intercâmbio de opiniões; todos estavam de acordo que, sobretudo as Constituições dos frades e das monjas, necessitam uma revisão na linguagem, na teologia da vida religiosa e da identidade carmelitana. Gostaríamos que se chegasse a um texto comum, para os três ramos, na apresentação dos elementos comuns da nossa vocação.