Declaração Carismática: segunda oficina de trabalho na Índia

Declaração Carismática: segunda oficina de trabalho na Índia

Depois da celebração do primeiro encontro-oficina de trabalho sobre a Declaração Carismática na Índia (do qual já demos informação), aconteceu uma segunda reunião, dessa vez entre 20 e 23 de janeiro passado, em Mysuru. Estava destinado aos religiosos das Províncias de Karnataka Goa, Andhra Pradesh, Tamil Nadu e Delhi, e reuniu trinta e dois participantes.

Como no encontro anterior, durante o primeiro dia Padre Johannes Gorantla iniciou os trabalhos com uma exposição geral do documento – seu contexto, antecedentes, relevância –, bem como esclarecendo o objetivo da oficina. A seguir, durante duas sessões, animou os participantes à leitura e compreensão das três primeiras partes: vocação, formação e antropologia teresiana.

Posteriormente, os Padre Pio D’Souza e Maria-David acompanharam os participantes no estudo dos números seguintes do documento, que abordam a comunhão com Deus e a vida fraterna, enquanto Padre Archibald Gonsalves expôs o terceiro elemento do carisma, a saber, a missão.

Cada sessão expositiva era seguida por um encontro de grupos para refletir sobre algumas perguntas propostas pelos palestrantes, passando depois ao debate sobre as respostas em assembleias plenárias. O método gerou muita animação e deu muito fruto. Em geral, os jovens religiosos indianos avaliam o documento de forma bastante positiva e agradecem ao Definitório o esforço realizado para elaborá-lo. Assim, o encontro foi vivido como um autêntico “sopro do Espírito”, que permitiu o estudo sério e profundo de um documento que os participantes consideram muito inspirado. Todas as suas sugestões, como no caso das reuniões em outras circunscrições, serão muito valiosas para o Definitório no momento de escrever a redação definitiva da Declaração Carismática, a ser apresentada no Capítulo Geral de 2021.

Outro elemento muito valorizado foi o espírito de fraternidade gerado durante o encontro, que contribuiu para fazer crescer em todos o desejo de fidelidade e renovação na vivência do carisma teresiano.