A Casa Geral organiza uma oficina para as 4 associações da Índia

A Casa Geral organiza uma oficina para as 4 associações da Índia

Vultum Dei Quaerere, Cor Orans e A arte da busca do rosto de Deus introduziram novas tendências na vida contemplativa feminina. Assim, em vários lugares em todo o mundo foram organizados seminários e reuniões para ajudar a compreender esses documentos através dos quais a Igreja quer iluminar e acompanhar a vida contemplativa.

A Ordem não quis ficar à margem de tais iniciativas. Por essa razão, Padre Johannes Gorantla, nosso definidor geral responsável pelo sul da Ásia, organizou várias reuniões regionais nos últimos três anos.

De modo particular, acompanhado por Padre Rafal Wilkowski, secretário geral para as monjas, organizou entre fins de janeiro e inícios de fevereiro uma oficina para todas as presidentes e seus conselhos em Carmelaram (Bangalore/Índia).

Estiveram presentes 4 presidentes, seus respectivos conselhos e outras Irmãs, em um total de 30. O objetivo era ajudar nossas Irmãs na administração das federações. Falou-se especialmente sobre as funções da presidente, os conselhos e o exercício do governo local. Analisou-se com especial ênfase aquilo que é indicado sobre as visitas que as federações devem fazer – através da presidente – às comunidades. Ademais, a reunião ofereceu a oportunidade de debater sobre a situação atual do Carmelo no sul da Ásia e tratar de descobrir seus pontos fortes e desafios. A assembleia concordou por unanimidade sublinhar alguns elementos fundamentais a ser cultivados para viver com maior entusiasmo o carisma teresiano nos mosteiros. Também se dialogou sobre possíveis caminhos de colaboração entre as associações. No sul da Ásia existem 37 Carmelos (34 na Índia e 3 em Sri Lanka), com mais de 500 Irmãs, os quais estão divididos, como foi dito, em 4 associações.