XXIV Encontro da OCDS de Portugal

XXIV Encontro da OCDS de Portugal

Fátima, 28-30 de abril de 2017

O discernimento vocacional do Carmelita secular.

Com uma participação de cerca de 80-90 pessoas de várias comunidades de Portugal e da Ilha da Madeira ocorreu na Domus Carmeli, Fátima o XXIV Encontro Nacional da OCDS portuguesa. Houve um bom clima fraterno durante o encontro, com espontaneidade e desejo de aprender, de receptividade. Percebe-se o desejo de renovação da OCDS seja por parte dos frades como dos leigos presentes.

Existem umas 16 comunidades na Província com cerca de 600 membros (apenas faltaram representantes da Com. de Viana do Castelo); a maioria dos membros da OCDS pertencem à Ilha da Madeira (400 membros) que se fez representada no Encontro por 9 membros; ali necessita fazer um avanço na vivencia das comunidades mais conforme às Constituições atuais, pois ainda mantém um estilo mais devocional; para isso foi nomeado um Delegado regional, fr. Alpoim, que auxiliará o Delegado Provincial para a OCDS fr. Joaquim Teixeira OCD neste processo de renovação.

O tema desenvolvido foi sobre O discernimento vocacional do carmelita secular, tema este já trabalhado e estudado no Encontro do conselho com o formadores das Comunidades.

Momentos marcantes do Encontro foram: a caminhada com Maria e os santos do Carmelo no caminho da Via Sacra Húngara; a emissão da promessa temporária por 3 membros da Comunidade de Paço d’Arco de Lisboa na missa do sábado; um momento de recreação no locutório com as Monjas no Carmelo de Fátima, seguida da Eucaristia de clausura do Encontro com a presença dos três ramos da Ordem na Capela do Carmelo (dedicada aos novos Stos Jacinta e Francisco, a serem proclamados dia 13 de maio no Centenário das aparições de Fátima).

Experiências de renovação e de colaboração com os frades e monjas – Casa da comunhão – de Fátima, com encontros de oração, formação e acolhidas de grupos de peregrinos feitos no Carmelo de S José como um testemunho da espiritualidade vivida em família; daqui surgiram algumas vocações e terão 4 noviços no Noviciado este ano, que se realizará em Fátima;  há um desejo de renovar a ocds, também com uma boa percentagem de participantes mais jovens.

Áreas a prestar atenção:

Maior iniciativa e autonomia dos leigos, os quais poderiam assumir os serviços de animação liturgia e de cantos no encontro.

Formação mais profunda na teologia do laicato do Vat II.

Rotatividade das funções nas comunidades

Na Madeira necessita de renovação e atualização do estilo das Comunidades, que permaneceram num estilo anterior ao das Constituições atuais.