Visitas do Delegado Geral para a OCDS

Visitas do Delegado Geral para a OCDS

Durante os meses de janeiro e fevereiro, Frei Alzinir Debastiani, ocd – delegado do Padre Geral para as comunidades do Carmelo Secular – realizou duas importantes visitas à OCDS. A primeira delas aconteceu na Croácia, entre os dias 27 e 30 de janeiro deste ano, a convite de Frei Sreko Rimac, ocd (Provincial), e foi realizada em companhia de Frei Dario Tokic, ocd.

Juntos visitaram as comunidades OCDS de Zagreb, Split e Krk, além das monjas carmelitas descalças de Brezovica.

Particularmente importante foi a reunião com os estudantes carmelitas descalços e os assistentes das diversas comunidades, aos quais o delegado do Padre Geral apresentou a realidade atual da OCDS no mundo, suas necessidades e a importância de acompanhá-las e colaborar com elas na missão apostólica dos frades.

Existem na Croácia duas comunidades já erigidas: Sombor e Zagreb-Remete, embora esta última tenha sido dividida no passado por causa do seu elevado número de membros. Existem também outras comunidades em formação: Split e Krk. Em Sófia (Bulgária) existe outra comunidade dependente da Província e nascida em torno das monjas em fins dos anos 60. Com a dureza do regime comunista, viviam sua consagração às escondidas. Graças a Deus, a partir do ano 2000 a comunidade reiniciou uma atividade normal e atualmente conta com oito membros.

Perto de Zagreb existia uma florescente comunidade em Lasinja. Os desastres da guerra dos anos 90 causaram grandes danos humanos e materiais, dispersando os habitantes da região. Queira Deus que essa fraternidade possa reconstruir-se algum dia.

Posteriormente, Frei Alzinir Debastiani visitou, entre 11 e 12 de fevereiro, as comunidades OCDS da Sardenha, pertencentes à Província da Itália Central. No sábado (11) reuniram-se no mosteiro das carmelitas descalças de Nuoro alguns representantes das comunidades daquela cidade, de Ozieri e Bosa. No domingo houve o encontro com as comunidades de Cagliari – Sto. Isidoro e Pula, assim como com alguns membros da nova comunidade que está sendo constituída em Cagliari.

Houve tempo para partilhar, em ambiente de fraternidade, as atividades de cada comunidade, fortalecendo os laços que unem todos os carmelitas sardos na mesma vocação ao Carmelo teresiano. Queira Deus que surjam novas vocações, tanto para a OCDS como para os frades e monjas da Sardenha.