Páscoa de Monsenhor Amâncio Escapa, ocd

Páscoa de Monsenhor Amâncio Escapa, ocd

No pasado 5 de maio faleceu em Santo Domingo, República Dominicana, Monsenhor Amâncio Escapa Aparício, bispo auxiliar emérito da Arquidiocese de Santo Domingo, com o título de Cene.

Monsenhor Amâncio tinha nascido em Cistierna, León, Espanha, a 30 de março de 1938 e fez a sua profissão como carmelita descalço em Segóvia, na antiga Província de Castela, a 2 de agosto de 1954, junto com o seu irmão gémeo, José Maria, falecido também há alguns anos. Tomaram os nomes religiosos de Amâncio de Maria e Amando de Jesus, respectivamente.

Foi ordenado sacerdote a 22 de abril de 1962. A 31 de maio de 1996 foi nomeado bispo titular de Cene e auxiliar do Arcebispo de Santo Domingo e Vigário Geral da Arquidiocese, sendo consagrado a 6 de julho de 1996.

Nunca se desvinculou da Ordem apesar da sua nomeação episcopal e fixou a sua residência, de acordo com os superiores, na comunidade de São Judas Tadeu da capital.

Ordenou diáconos e sacerdotes a numerosos Carmelitas do Comissariado do Caribe e, nas suas visitas a Espanha participava ativamente em celebrações solenes nas nossas igrejas, como a festa do Carmo e outras.

Desde 1965 residia em Santo Domingo (República Dominicana) na comunidade do  Colégio São Judas Tadeu. Ali foi Superior e pároco várias vezes e teve também muitos encargos pastorais na arquidiocese até que foi nomeado Vigário Geral a 17 de dezembro de 1982. Notável foi a sua assistência como conselheiro durante anos aos “Cursos de Cristandade”.

Faleceu aos 79 anos, em consequência de um grave cancro de pulmão.

Pelo seu eterno descanso celebraram-se missas na Catedral, na sede do movimento “Cursos de Cristandade” e na paróquia de São Judas Tadeu, dos Carmelitas Descalços. Foi sepultado no cemitério “Porta do Céu”, da capital dominicana, junto ao seu irmão.

Que descanse em paz e demos graças a Deus pelo intenso e frutífero ministério de Monsenhor Amâncio.