Museu do Prado (Madri/Espanha) faz correção sobre Gracián

Museu do Prado (Madri/Espanha) faz correção sobre Gracián

Há algumas semanas podíamos ler esta curiosa notícia no blog Teresa, de la rueca a la pluma, administrado por María José Pérez, carmelita descalça de Puzol (Valencia/Espanha):

“No último dia 6 de junho, por ocasião do aniversário de nascimento do Padre Gracián, mais uma vez compartilhávamos em nossas redes sociais um artigo do blog, no qual questionávamos de modo razoável o comentário feito pelo Museu do Prado de Madri sobre uma de suas obras. Estamos nos referindo à publicação: ‘Jerônimo Gracián no Museu do Prado?’, de outubro de 2016.

Entendíamos que uma das personagens do quadro de Benito Mercadé y Fábregas, por razões históricas, não podia ser o Padre Jerônimo Gracián – como afirmava a informação dada sobre a obra na web do Museu –, mas o Padre Ángel de Salazar. Para nossa surpresa, na primeira hora do dia seguinte recebíamos um tweet da Pinacoteca Nacional, que anunciava uma retificação: “Bom dia, muito obrigado pela publicação, modificamos os dados de identificação da obra. Enquanto esperamos a atualização, aparecerá o seguinte texto: ‘Santa Teresa de Jesus (1515-1582) dá conta de sua Reforma ao Padre Ângel de Salazar (1518-1596), provincial da Ordem do Carmelo” – Museu do Prado (@museoprado), 7 de junho de 2018’.

É motivo de muita alegria para nós que nosso blog encontre eco em tão prestigiosa instituição, e consideramos que nos alegra muito ter contribuído para melhorar a informação dada em sua magnífica página web”.

O link da notícia: https://delaruecaalapluma.wordpress.com/2018/06/20/el-museo-de-prado-rectifica-sobre-gracian/