Ecos da exposição Vítor Teresa

Ecos da exposição Vítor Teresa

A mostra “Vítor Teresa”, que pôde ser vista ano passado em Alba de Tormes (Salamanca) e reuniu muitas obras significativas sobre a vida da religiosa Santa Teresa, poderá “marcar espaço” para sempre em Salamanca.

A relevância das obras expostas, que voltaram às mãos de seus proprietários, impediam uma manutenção perpétua de maneira conjunta, mas, com o propósito de imortalizar esse encontro, a Assembleia Legislativa de Salamanca fotografou uma seleção delas e as exporá no Palácio de La Salina de Salamanca até o dia 5 de maio.

Posteriormente, com o objetivo de continuar difundindo a iniciativa, Vítor Teresa in itinere, composta por fotografias em tamanho ampliado, em 24 painéis, passará a fazer parte do catálogo de exposições oferecido gratuitamente pela Assembleia Legislativa às prefeituras do interior do país.

A exposição original, Vítor Teresa, promovida pelos carmelitas descalços de Alba de Tormes e financiada pela Assembleia Legislativa de Salamanca por ocasião do Ano Jubilar Teresiano no convento de São João da Cruz, recebeu mais de 17200 pessoas de julho a dezembro.

A proposta inicial mostrava a figura de Teresa de Jesus a partir de uma perspectiva religiosa através das obras de arte expostas e propunha também “um olhar para a Santa em outras vertentes de sua vida, como a grande escritora que foi ou, inclusive, em sua faceta mais pessoal”. Colaboraram: os padres carmelitas descalços de Alba, Universidade de Salamanca, Casa de Alba, diocese de Salamanca, catedral de Salamanca, Universidade Pontifícia, Museo Provincial de la Junta, Fundação Rodríguez Fabrés, diocese de Ávila, Casa de Pastrana, Arquiconfraria do Rosário, Grupo de Investigação Alfonso IX, empresas de Alba e particulares.

Catálogo e vídeo:

http://www.lasalina.es/ebooks/Libros/978-84-7797-576-2.pdf

https://www.youtube.com/watch?v=HSRcFaGc-tY