Bispos carmelitas descalços

Bispos carmelitas descalços

Nos primeiros dias de setembro celebrou-se em Roma o tradicional curso para bispos consagrados e/ou eleitos no último ano. Dele participaram Dom George Tambala e Dom Zdenko Križić, bispos carmelitas descalços, a quem pudemos saudar em sua passagem por Roma.

Por sua parte, Dom Oswaldo Escobar, bispo de Chalatenango a partir de 1º de outubro, fez chegar a nós seu escudo episcopal, que contém os seguintes elementos: um castelo, que representa sua vinculação ao Carmelo Teresiano, já que evoca a obra máxima da Madre Teresa; o sol, em recordação do patrono da diocese: São João Batista, chamado a mostrar o sol que nasce do alto (cf. Lc 1, 78); a ave da paz, em um departamento tão ferido pela guerra civil, é um símbolo que assume também a cultura artesanal típica de Chalatenango; finalmente, o escudo da Ordem.

Seu lema episcopal é Entranhas de misericórdia, o mesmo que assumiu quando foi ordenado sacerdote e que, vinte anos depois, assume como projeto de seu ministério episcopal.

Finalmente, informamos que o Santo Padre Francisco aceitou em 04 de julho passado a renúncia de Dom Amancio Escapa, ocd, bispo auxiliar de Santo Domingo, por razões de idade; e, igualmente, a de Dom Dadah ao governo pastoral do Vicariato apostólico de Beirute (Líbano), em 02 de agosto.