Beatificação de Chiquitunga

Beatificação de Chiquitunga

No dia 06 de março de 2018, o Santo Padre Francisco recebeu em audiência Sua Eminência Reverendíssima, o cardeal Angelo Amato, sdb, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos. Durante a audiência, o Sumo Pontífice autorizou a Congregação a promulgar o decreto relativo ao milagre atribuído à intercessão da Venerável Serva de Deus Maria Felícia de Jesus Sacramentado.

Mais tarde, Monsenhor Valenzuela, bispo de Assunção (Paraguai), declarou oficialmente a data da beatificação: 23 de junho deste ano, no estádio La Nueva Olla, do clube de futebol Cerro Porteño, para favorecer uma maior afluência de pessoas.

Para participar dos preparativos da beatificação, Padre Romano Gambalunga, Postulador Geral, dirigiu-se ao Paraguai, onde, entre outras coisas, pôde reunir-se com o presidente da República, senhor Horacio Cartes, em Mburuvicha Róga. Na posterior conferência de imprensa, nosso postulador declarou que pôde apresentar ao mandatário todo o trabalho que vem realizando junto com o Irmão Restituto Palmero, ocd, no contexto dessa Causa.

Quanto à beatificação, garantiu que “é um motivo de alegria e esperança para todos os paraguaios” e destacou a devoção que existe entre os católicos do Paraguai pela figura daquela que será a primeira beata do país. “Nas duas semanas em que fiquei no Paraguai, dei-me conta de que é uma figura muito querida pelos fiéis”, expressou Padre Romano, que acrescentou que o presidente Cartes tinha-lhe confirmado sua disponibilidade e predisposição a ajudar para que a beatificação de Maria Felícia de Jesus Sacramentado (Chiquitunga) seja uma celebração para todo o povo”. A jornada do dia 23 de outubro será de interesse nacional.